Título: Óleos essenciais de Melaleuca armillaris : caracterização e atividade antimicrobiana
Autor: Pires, Patrícia Isabel Nunes
Palavras-chave: Melaleuca armillaris
Óleos essenciais
Atividade antimicrobiana
Listeria monocytogenes
Yarrowia lipolytica
Pseudomonas aeruginosa
Data: 2013
Citação: PIRES, Patrícia Isabel Nunes (2013) - Óleos essenciais de Melaleuca armillaris : caracterização e atividade antimicrobiana. Castelo Branco : IPCB. ESA. 1 CD-ROM. Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Biologia Aplicada.
Resumo: Melaleuca armillaris é um arbusto, pertencente à família Myrtaceae, com origem na Austrália. Esta espécie é cultivada no terreno da Escola Superior Agrária (Castelo Branco), na qual se utilizaram as suas folhas em verde e em seco a fim de se extraírem os seus óleos essenciais através de hidrodestilação. O objectivo foi identificar os compostos químicos desses óleos, assim como a sua atividade antimicrobiana. A primeira etapa foi a determinação do tempo de extração dos óleos essenciais, a partir de folhas secas de M. armillaris recolhidas em outubro de 2012. Efetuou-se a extração dos óleos essenciais de folhas em verde e em seco recolhidas em plantas com exposição Norte nos meses de março, abril e maio de 2013. Realizou-se também extração de óleos essenciais de folhas em seco no mês de maio, na direção Sul. Através de cromatografia gasosa acoplada a um espectometro de massa (GC-MS) determinou-se a composição química de todas as amostras de óleos extraídos. As diferenças verificadas entre os compostos químicos dos óleos nas diferentes condições foram analisadas através de tratamento estatístico. Os valores da concentração mínima inibitória (CMI) dos óleos essenciais de M. armillaris foram determinados pelo método de microdiluição em caldo para as bactérias Listeria monocytogenes e Pseudomonas aeruginosa e pelo método de macrodiluição para a levedura Yarrowia lipolytica. Os valores de concentração mínima bactericida (CMB) e concentração mínima fungicida (CMF) foram determinados pelo método de avaliação de concentração mínima bactericida e fungicida, respetivamente. O cloranfenicol foi usado como antibiótico de referência. Os óleos essenciais foram testados com concentrações diferentes para cada cultura. O tempo ideal de extração dos óleos essenciais foi de 2 horas e na composição química destes, destaca-se o 1,8-cineol como composto maioritário. Os resultados da atividade antimicrobiana mostraram que L. monocytogenes e Yarrowia lipolytica foram inibidas pelos óleos essenciais de M. armillaris, enquanto que o crescimento de P. aeruginosa não foi afetado, mesmo com a concentração mais elevada. Os valores de CMI e CMB mais frequentes dos óleos essenciais testados contra L. monocytogenes foram 11,63 l.ml-1/22,48 l.ml-1 e 83,2 l.ml-1, respetivamente. No que diz respeito à levedura Yarrowia lipolytica, observaram-se valores de CMI e CMF de 8,76 l.ml-1 para todos os óleos essenciais, à exceção da CMF do óleo da planta situada a Sul (26,22 l.ml-1). A relação entre a actividade antimicrobiana, a origem da planta e a composição química dos óleos essenciais a partir de diferentes proveniências foram também discutidas.
Descrição: Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Biologia Aplicada do qual só está disponível o resumo.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-27778TFCBIA.
URI: https://minerva.ipcb.pt/handle/123456789/552
Aparece nas colecções:ESACB - Biologia Aplicada

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TFC_RES_PAT_PIR.pdf134,94 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.