Título: Caracterização morfológica de populações portuguesas de grão de bico (Cicer arietinum L.)
Autor: Rodrigues, Luis Filipe Cardoso
Palavras-chave: Grão de bico
Germoplasma nacional
Caracterização morfológica
Sementeira de Outono
Sementeira de Primavera
Taxonomia numérica
Data: 1995
Resumo: Este trabalho tem como objectivo estudar a variabilidade existente entre algumas populações portuguesas de grão de bico, pertencentes à colecção da Estação Nacional de Melhoramento de Plantas (ENMP). O estudo da caracterização morfológica foi efectuado em 180 populações provenientes de diversas zonas do País (Trás-os-Montes, Beira Alta, Beira Baixa, Alto Alentejo, Baixo Alentejo, Ribatejo e Algarve), às quais se juntaram 2 linhas testemunhas, provenientes do ICARDA. Estas populações foram instaladas nos campos experimentais da ENMP em Elvas, em duas épocas de sementeira: Outono (sementeira antecipada) e Primavera (sementeira tradicional). As características utilizadas foram seleccionadas com base nos elementos indicados nos descritores para o grão de bico do IBPGR/ICARDA-ICRISAT. Os dados obtidos foram analisados recorrendo às técnicas de taxonomia numérica utilizando o programa NTSYS-pc (Numerical Taxonomy and Multivariate System). Na análise da matriz, em que cada população estudada está presente em duplicado (Outono e Primavera), observou-se a formação de dois grupos bem distintos. Assim, as linhas semeadas no Outono formam um grupo, e as plantas semeadas na Primavera formam outro grupo. Esta separação é o resultado da influência que tem a data de sementeira, na duração do ciclo vegetativo das plantas. As plantas semeadas no Outono apresentam valores mais elevados para: número de folíolos, altura total, largura da planta e peso de 100 sementes, e possuem um maior número de dias para: data de floração, data de frutificação e data de maturação. As plantas semeadas na Primavera são caracterizadas por possuírem valores mais baixos para: peso de 100 sementes, comprimento da vagem, largura da vagem e espessura da vagem. Também se observou que as populações não estão agrupadas de acordo com a sua origem geográfica. As características que apresentam maior grau de variabilidade no Outono são: número de ramos basais terciários, número de ramos apicais secundários e numero de ramos apicais terciários. Foram identificadas populações com um bom potencial produtivo, tais como a ChK 1485, ChK 2040 e ChK 2042. Em sementeira de Outono, 42.2% das populações estudadas produzem sementes de calibre médio a grande, possuindo um peso de 100 sementes superior a 40g. De igual modo foram encontradas plantas altas, aptas para a colheita mecânica.
Descrição: Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Produção Agrícola.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-16567TFCPAG.
URI: https://minerva.ipcb.pt/handle/123456789/2200
Tipo de Documento: Tese
Aparece nas colecções:ESACB - Produção Agrícola

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
16567 (2).pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.